Em seu primeiro dia na Secretaria Especial da Cultura, a atriz Regina Duarte demitiu o presidente da Funarte (Fundação Nacional de Artes), Dante Mantovani. Mantovani havia assumido o cargo em dezembro do ano passado. 

A exoneração de Mantovani foi publicada no Diário Oficial da União junto com a nomeação de Regina Duarte para o comando da cultura do governo Bolsonaro.

Regina Duarte demitiu outros presidentes de órgãos da cultura: Camilo Calandrelli (Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura); Reynaldo Pereira (Secretaria da Economia Criativa); Marcos  Azevedo (Secretário de Direitos Autorais e Propriedade Intelectual); e Rodrigo Junqueira (Secretário de Difusão e Infraestrutura Cultural). Todos pertenciam a “Ala Olavista” da pasta da Cultura. Os substitutos ainda não foram anunciados.

No ano passado, Dante Mantovani havia dito que o rock “ativa as drogas, que ativa o sexo, que ativa a indústria do aborto”. Segundo ele, o aborto associa às pessoas ao satanismo, que estaria presente nas músicas dos Beatles e de John Lennon.

Mantovani ainda não se manifestou sobre o ocorrido.

O Wikimetal deseja que ele encontre seu caminho.

LEIA TAMBÉM: Ozzy Osbourne: “Eu sei que sempre serei lembrado como o cara que mordeu um morcego”

Categorias: Notícias