O disco Infest completa 19 anos hoje, 25 de abril de 2019

Com o fim dos anos 90, um híbrido entre hard rock, rap e hip-hop começou a dominar as rádios. Uma das bandas que entendeu isso foi o Papa Roach que, 19 anos atrás, em 25 de abril de 2000, lançou o primeiro disco em grande gravadora, o Infest.

As sementes do P. Roach surgiram anos antes, com um EP e um álbum produzido independentemente, Old Friends From Young Years. Um CD demo passou a circular por gravadoras e chegou nas mãos da DreamWorks, que resolveu produzir o Infest. O timing foi perfeito para surfar na onda do nu-metal, que vinha dominando tudo na mesma época.

A maioria das faixas do disco têm como base o baixo, que ajuda a criar o groove e o sentimento hip-hop. A mais famosa das músicas do álbum, “Last Resort” tem uma história interessante. Muitos acusam a banda de ter copiado um riff do Iron Maiden, mais especificamente o de “Genghis Khan”. Porém, o vocalista Jacobby Shadixx revelou que ele só foi conhecer o Iron Maiden em 2004, durante um festival de música.

Inspirada em Iron ou não, “Last Resort” trouxe a banda ao mundo do rock. Todo adolescente passou o verão de 2000 ouvindo a faixa e assistindo ao clipe. Em um dia, a banda fazia pequenos shows em um palco alternativo do Vans Warped Tour, no outro ocupava palcos principais no Ozzfest.

O que pode explicar essa explosão, é a própria letra carregada. “A maioria das letras de Jacobby são de experiências pessoais e observações. Ele não teve uma infância feliz. O maior foco dele é mostrar para as crianças que elas não estão sozinhas. Para que elas não precisem sentir que tem algo de errado com elas”, explicou o guitarrista Jerry Horton em entrevista.

Com o tempo, o Papa Roach perceberia que, para sobreviver, precisaria evoluir o som. Um pouco do que era intitulado nu metal deu espaço para um hard rock enérgico nos futuros discos. Mas a abertura com que Shadixx expressou seu conteúdo lírico em Infest permaneceu e criou uma conexão com os fãs que dura até hoje.

O cantor disse à Loudwire: “Nós temos uma música clássica e um álbum que foi trilha sonora de muito adolescente. Muitas crianças vieram falar pra mim, ‘esse foi o disco que me fez querer tocar guitarra’. Ou ‘foi por causa desse álbum que eu comecei a gostar de rock’. Saber disso, que fazemos parte da história do rock de algum jeito… Mesmo que de uma pequena parte, é sensacional.”

LEIA TAMBÉM: Papa Roach fala sobre derrubar barreiras na música e novo disco

Confira mais notícias sobre: