No último sábado, 24, aconteceu um show de hardcore com cerca de 2.500 pessoas em Nova York. O evento foi organizado pela Black N ‘Blue Productions e teve como atração principal a banda Madball e contou com o apoio do Murphy’s Law, Bloodclot e The Capturers.

O show aconteceu gratuitamente no Tompkins Square Park e foi criticado por não ter seguido os protocolos de segurança contra a COVID-19. Fotos e vídeos que estão circulando pela internet mostram que a maioria do público presente não cumpriu as regras básicas de proteção como o uso de máscaras e o distanciamento social.

Agora, segundo o portal Gothamist (via Lambgoat), o Departamento de Parques e Recreação da cidade de Nova York está investigando o show. Segundo as autoridades pode ter ocorrido uma possível violação da licença que permitia que o evento fosse realizado.

No dia seguinte, o vocalista do Bloodclot, John Joseph, respondeu as críticas com uma publicação no Facebook, defendendo o evento. “Foi um arraso! Arrecadamos $ [dinheiro] para a FDNY Burn Unit, e alimentamos pessoas com comida orgânica”, ele escreveu.

“E deixem-me dizer isto – a todas aquelas merdas que falam. No último ano em Nova Iorque houve protestos – dezenas e milhares de pessoas nas ruas – alguns tumultos e saques envolvidos em ataques tendenciosos – no dia da maconha (20/04) – milhares de pessoas foram ao Washington Square Park – compartilhando baseados e acessórios para consumir a erva. Ninguém disse merda [nenhuma]. Este foi o nosso PROTESTO – A NOSSO PASSEATA. Pessoas que não queriam vir – ficaram longe. Bom – ninguém sentiu falta de sua bunda.”

Este foi o primeiro grande show que aconteceu em NY desde o início da pandemia. Veja abaixo algumas fotos do evento.

Categorias: Notícias