Jon Schaffer declarou-se culpado por duas das seis acusações que enfrenta após a invasão ao Capitólio americano, ocorrida no último dia 6 de janeiro como parte de uma manifestação contra o resultado da eleição presidencial que trouxe Joe Biden como vencedor. O guitarrista do Iced Earth está preso desde o dia 17 do mesmo mês, quando entregou-se às autoridades.

Segundo uma matéria do Blabbermouth, Schaffer reconheceu sua culpa pelas acusações de obstruir um procedimento oficial no Capitólio e invadir áreas restritas do Capitólio enquanto portava arma perigosa. O primeiro crime tem pena máxima de 20 anos de prisão, enquanto o segundo pode chegar a 10 anos.

Schaffer, de acordo com a imprensa americana, deve assinar um acordo de cooperação com as autoridades e isso deve diminuir a pena estabelecida. Mais informações sobre o caso devem ser divulgadas em breve.

O músico havia sido acusado de seis crimes ao todo, incluindo participação consciente em ato de violência física em área restrita e invasão violenta e desordeira ao Capitólio. Após a invasão, três integrantes do Iced Earth deixaram a banda, que é liderada por Schaffer: o vocalista Stu Block, o baixista Luke Appleton e o guitarrista Jake Dreyer. O já mencionado Kürsch também anunciou que deixou o Demons & Wizards. As bandas não constam mais no site da gravadora Century Media, indicando que elas podem ter perdido os contratos com a empresa.

LEIA TAMBÉM: Ex-Misfits pode testemunhar a favor de grupo neofascista em caso do Capitólio

Categorias: Notícias