“A homofobia ainda existe hoje”, disse o vocalista do Judas Priest

Rob Halford, vocalista do Judas Priest, falou sobre a homofobia que sofreu quando se assumiu gay nos anos 1990.

Halford foi perguntado se ele teve medo de perder fãs ao assumir. “Ah, sim. Absolutamente”, respondeu. “Eu estava cercado por homofobia, o que ainda existe hoje. Há lugares que eu não posso voltar senão serei apedrejado até a morte.”

“Quando me assumi, eu percebi que estava preso nessa armadilha que as pessoas gay sempre se encontram. É o fato de que você está vivendo sua vida para todas as pessoas menos pra você. Entre os anos 70 e 80, foi extremamente difícil.”

Halford continuou: “Eu amo o Priest mais do que tudo. Então, mesmo que esteja sempre na minha mente – e tenho que achar um jeito cuidadoso de dizer isso – não é importante para a música. Apesar de que eu diria que um homem hétero não consegue fazer meu trabalho. É como eu vejo”.

LEIA TAMBÉM: Judas Priest cancela show por causa de saúde de Rob Halford

Confira mais notícias sobre: