Brian May já havia pedido que Trump não usasse a música

Na última segunda-feira, na Convenção Republicana Nacional nos Estados Unidos, Donald Trump novamente usou a música We Are The Champions no momento de subir ao palco. A faixa do Queen já havia sido usada por Trump antes, e o guitarrista Brian May expressou publicamente a desaprovação do uso sem autorização pelo candidato.

Agora a gravadora do Queen se manifestou:

“Sony/ATV Music Publishing nunca foi solicitada por Trump, pela campanha de Trump ou pela Trump Organization por permissão de uso de We Are The Champions, do Queen. Em nome da banda, estamos frustrados pelo uso não autorizado e repetido da música depois de um pedido formal que o uso seja interrompido, que foi obviamente ignorado por Trump e sua campanha.

Queen não quer sua música associada com qualquer debate político em nenhum país. Nem quer que We Are The Champions seja usada como apoio ao Trump ou os ideais do partido republicano. Nós esperamos que o Sr. Trump e sua campanha respeite o pedido no futuro”.

Trump teve o mesmo problema após usar Dream On do Aerosmith sem permissão e teve também a permissão de We’re Not Gonna Take It do Twisted Sister revogada.

Categorias: Notícias