Nikki Sixx criticou artistas fora de forma e sem presença de palco em recente entrevista sobre nutrição, saúde e exercícios físicos à Fresh N’ Lean (via Blabbermouth). 

“Muitas pessoas da minha família estão acima do peso. Tenho 88 kg e 1,85 de altura. Quando eu entro no cardio total e no peso leve e médio, eu desço para cerca de 83 kg, mas na verdade ganho um pouco mais de peso. Então eu tenho que trabalhar muito duro. Meu corpo quer chegar aos 90 kg – ele quer fazer isso”, contou sobre a rotina de exercícios. “E não é necessariamente por motivos de vaidade – eu simplesmente não funciono bem [com um peso maior]; o maquinário não funciona bem. Eu não acho bom, não durmo bem. Portanto, saúde e exercícios se tornaram uma parte importante da minha vida”. 

O baixista reconhece um período de excessos quando estava no Mötley Crüe, especialmente na época do lançamento do álbum Shout At The Devil (1983), quando bebia muito whisky. 

“Mas eu me lembro de tentar fazer algum tipo de exercício, treinamento para me preparar para os shows”, explicou. “As pessoas vêm de todos os lugares para ver você tocar, e você fica aí parado todo cansado com uma barriga de cerveja. Quer dizer, isso é irresponsável. Há um milhão de outras bandas que gostariam de ter o seu emprego”.

O baixista comemorou 20 anos de sobriedade e mantém uma rotina saudável para manter a saúde, com alimentação adequada e boas noites de sono. “Quando você tem uma criança de dois anos, você chega ao fim do seu dia – seja escrevendo músicas ou dando entrevistas ou no trabalho – e essa pequena pessoa precisa do seu tempo. E eu tenho quatro filhos mais velhos, e eles precisam de seu tempo com o pai, e também tenho minha esposa e amigos. Você não pode ficar sem energia. Portanto, o treino e o combustível são muito importantes”, concluiu. 

LEIA TAMBÉM: Mötley Crüe “muito provavelmente” era uma banda machista, admite Nikki Sixx

Categorias: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *