Em entrevista recente, Myles Kennedy falou sobre 4, seu novo álbum com Slash e The Conspirators, lançado recentemente. Como revelado anteriormente, a inspiração para uma das músicas, “Fill My World”, foi seu cachorro. Kennedy deu novos detalhes sobre a história.

Segundo o músico, seu cachorro Mozart, um shih tzu, ficou sozinho em casa durante uma forte tempestade e a canção é escrita de seu ponto de vista (Blabbermouth). “Não sei onde estávamos, mas não conseguimos voltar para casa naquela noite”, conta Kennedy, se referindo a ele e sua mulher. “Ele ficou preso em casa sozinho e houve uma grande tempestade.”

“Eu moro em Spokane agora e acontecem umas tempestades insanas lá, com as árvores caindo e tudo. Os ventos são muito fortes. E ele odeia isso, ele fica apavorado. Nós o assistimos durante a noite e ele estava morrendo de medo. Então, basicamente, a música é da perspectiva dele. Algo como ‘Quando vocês vão me salvar?’,” relata o músico.

Depois de saber o significado, alguns versos de “Fill My World” ganham novo sentido, como a sequência “Quando sou deixado para trás / Eu escalo as paredes / Sem saber / Se algum dia você se importou” e “Vire a chave / Por favor, volte para mim”.

Myles Kennedy também admitiu ser bastante sensível e chorar com facilidade: “Dá pra ouvir minha voz falhando em algum momento [risos]. Eu sou chorão; vou admitir. Eu sou um cara, mas se eu estiver assistindo um filme adolescente, eu vou chorar [risos].”

LEIA TAMBÉM: Entrevista e resenha: Slash nos convida ao estúdio em ‘4’, novo álbum com Myles Kennedy and The Conspirators

Categorias: Notícias