Confira sua lista

O vocalista do Opeth Mikael Akerfeldt foi o novo entrevistado na Rolling Stone, que tem pedido para diversos nomes do Metal listarem os seus 10 álbuns favoritos. A revista questionou os músicos durante o processo de compilação da sua lista dos 100 melhores álbuns de Heavy Metal de todos os tempos.

A Rolling Stone também pediu as listas Lars Ulrich, Rob Halford, Ozzy Osbourne, Corey Taylor do Slipknot e Bill Ward.

Veja a lista de Mikael Akerfeldt:

10. Lucifer’s Friend – ‘Where the Groupies Killed the Blues’ (1972): “Este álbum é tão complexo. Eu ainda não entendi ele direito e eu tenho ele faz 25 anos. E eu toco muito, mas é tão complexo. É também um álbum muito bonito”

9. Deep Purple – ‘Stormbringer’ (1974): “Richie Blackmore odeia este álbum. Mas ele escreveu algumas músicas. Ele escreveu as melhores músicas. A faixa-título, ‘Lady Double Dealer’, ‘Soldier Of Fortune’, ‘The Gypsy’. Todas fantásticas, bem escritas, e clássicas do Hard Rock”

8. Yngwie Malmsteen – ‘Rising Force’ (1984): “Eu ouvi e pensei ‘não é possível… Ninguém pode tocar assim’. Soa como um sintetizador. Soa tão limpo, tão sem esforço”

7. Entombed – ‘Left Hand Path’ (1990): “Guitarras destruidoras. É realmente isso. Este álbum influenciou muitas bandas na Suécia que tentaram copiar o que acontece neste álbum”

6. King Diamond – ‘Them’ (1988): “É um álbum que soa muito Metal, mas com lindas melodias vocais. Tem as guitarras acústicas, e ótimos riffs”

5. Morbid Angel – ‘Altars of Madness’ (1989): “‘Altars of Madness’ foi o meu primeiro amor de verdade, em termos de música extrema. Eu achei que era um álbum muito musical, e ele falou comigo como um aspirante a guitarrista”

4. Led Zeppelin – ‘Led Zeppelin II’ (1969): “Eu não acho que Led Zeppelin seja uma banda de Metal realmente, mas eles estavam lá no começo. Eles começaram o que se tornaria Metal, junto com o Uriah Heep, o Black Sabbath e o Deep Purple”

3. Rainbow – ‘Rising’ (1976): “Para ser honesto, o Rainbow nunca lançou uma obra-prima completa, mas as coisas positivas dão equilíbrio para as coisas negativas e eles sempre acabam no meu top 5”

2. Judas Priest – ‘Sad Wings of Destiny’ (1976): “Eu não sei quantos vinis eu já tive deste álbum porque eu já estraguei no mínimo um, tive uma cópia que não tocava mais de tanto tocar. Eu amo este álbum inteiro, com exceção da música ‘Genocide’, que eu não sou tão fã para ser honesto”

1. Black Sabbath – ‘Sabbath Bloody Sabbath’ (1973): “Não tem nem um segundo fraco neste álbum. Todas as músicas, na ordem perfeita. Tem todas as coisas acústicas… É uma música simplesmente atemporal que eu vou ouvir até a minha morte . E ainda soa novo”

Tags:
Categorias: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *