O Rock And Roll Hall Of Fame vem sendo ao longo dos anos bastante criticado pela inclusão de artistas que não se encaixam no segmento rock. Este ano o debate foi aumentado pela indicação da cantora Dolly Parton no Hall, que até pediu para ser desconsiderada.

Entre os artistas que serão introduzidos este ano no Hall da Fama do Rock está o rapper Eminem. A novidade gerou bastante discussão e foi um dos temas da entrevista que o CEO Greg Harris deu ao Audacy.Com, na qual declarou que “a música dele tem um impacto tão forte quanto o metal”.

Harris destacou que Eminem é um dos músicos mais influentes das últimas décadas, e agora se junta a vários outros artistas de hip-hop no Rock And Roll Hall Of Fame, incluindo Jay-Z e LL Cool J. “Há muitos anos as pessoas questionam o hip hop. Ele é o milésimo artista a ser categorizado dessa forma. Mas você ouve a música dele, tem o mesmo impacto como qualquer música de metal”, declarou Harris.

Ele acrescentou: “É um soco no peito com uma mensagem, com um poder, com um ritmo e com uma banda. Estamos entusiasmados por ele estar no primeiro ano de elegibilidade, é uma grande declaração”.

Os nomes que serão introduzidos este ano são: Pat Benatar, Duran Duran, Eminem, Eurythmics, Dolly Parton, Lionel Richie e Carly Simon. O Judas Priest irá receber o prêmio de Excelência Musical, que é direcionado para artistas, músicos, compositores e produtores cuja originalidade e influência na sua criação musical tiveram um grande impacto no cenário artístico.

A cerimônia de introdução dos novos nomes de 2022 acontecerá em 5 de novembro no Microsoft Theater, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Categorias: Notícias