Texto escrito pelo WikiBrother Gabriel Brandino, do @moshinhell

A música “Chasing the Dragon”, da banda Epica, é uma das minhas preferidas, e até pouco tempo atrás eu não tinha ideia sobre qual assunto ela tratava.

Como muitas músicas da banda falam sobre história, cultura ou o universo, pensei que essa música também fosse sobre algo do tipo, mas na verdade não, ela fala sobre o vício das drogas.

Simone Simons já disse que a principal influência para a composição da canção foi o filme From Hell.

O filme fala sobre os assassinatos de Jack, o Estripador, mas te coloca na perspectiva do inspetor chefe da polícia londrina, Frederick George Abberline, que foi interpretado por Johnny Deep, onde seu personagem era viciado em ópio e constantemente tinha sonhos sobre os assassinatos.

O próprio nome da música, “Chasing the dragon”, que significa “Perseguindo o Dragão”, é uma gíria utilizada por usuários de heroína que surgiu nos subúrbios de Hong Kong, fazendo alusão a injeção da droga.

O nome da canção também pode ter sido influênciado pelo livro, de mesmo nome, escrito em 1980 pela missionária, Jackie Pullinger, que desde 1966 trabalha em Hong Kong ajudando usuários de drogas.

Falando da letra em si, ela se passa na primeira pessoa, e mostra a angustia e desespero de um viciado que entende sua situação, mas não consegue mais se controlar.

Nos versos abaixo, o personagem em questão deseja encontrar um motivo, ou um sinal de felicidade, mas não consegue, ele está perdido.

“Liberte minha mente, cure as minhas cicatrizes, apague o passado.
Dias negros para esquecer e memórias para manter”.

“Deixe meus olhos captarem a beleza que há aqui.
O que restou nessa terra, meus ouvidos almejam ouvir uma melodia…Me dê um sinal”.

No próximo trecho a música descreve a parte onde ele está usando a droga, e descreve seu sentimento.

“Veneno esta se espalhando vagarosamente pelas minhas veias.
Roubando a única dignidade em mim […]
O dragão está causando estragos em meu cérebro.
Jogando com minhas emoções, um jogo sem fim!”.

A música gradativamente vai ficando cada vez mais pesada, e isso se reflete na letra, onde cada vez mais o protagonista da história vai se rebelando, assim como sua dependência vai ficando mais forte.

“Eu quero a noite apenas para colorir o dia.
A manhã para espantar todos os meus pesadelos.
Não negue que nos somos todos humanos.
Todos temos nossas falhas que podem nos fazer obscenos”.

E na parte mais pesada da canção, ele diz:

“Me dê o que eu quero.
Me dê o que eu preciso agora!
É o que eu quero
É tudo que eu preciso, me cure
(Infelizmente, mortais aprendem a morrer)
Perdedores.”

LEIA TAMBÉM: A música do Black Sabbath que poderia facilmente virar um filme de ficção científica

Tags:
Categorias: Notícias