Chuck Schuldiner morreu em Dezembro de 2001

Gene Hoglan, diz que Chuck Schuldiner, do Death, sempre se sentiu desconfortável em ser chamado de “Padrinho do Death Metal”, preferindo sempre dar crédito às bandas que o inspiraram durante os anos de formação do Death.

Apesar do Death ser considerado um das bandas mais importantes e influentes do Death Metal, eles lançaram seu álbum de estreia, Scream Bloody Gore, em 1987, dois anos depois de Seven Churches, do Possessed, cujo o vocalista e baixista Jeff Becerra é creditado pela criação do termo.

Hoglan, que gravou dois álbuns com o Death, Individual Thought Patterns em 1993 e Symbolic em 1995, falou sobre o impacto de Chuck no gênero durante uma entrevista a Antihero Magazine.

“Chuck sempre se sentiu desconfortável com o rótulo de ‘padrinho do Death Metal’ que ele tinha; ele estava sempre tentando dar crédito aos seus antecessores”, disse o baterista. “O Chuck não sentiu que merecia, e eu também não, porque o Death Metal … Olha, deixa eu te dizer: o Death Metal estava morto em 85. Ele surgiu em 1984 e em 85, ele já havia parodiado até a morte – sem trocadilhos. Chuck, na verdade, fazia parte da ressurreição do estilo. Então, para muitas pessoas, Scream Bloody Gore é meio que o primeiro álbum de Death Metal , talvez eles não estivessem familiarizados com o Seven Churches do Possessed”.

“O Slayer criou o Death Metal para mim”, continuou Gene. “Eu acho que todos os vocalistas estavam tentando cantar como Tom [Araya], e Tom estava tentando cantar como Cronos [Venom]. Mas para a maioria das pessoas – Chuck estava desconfortável com o título – mas para muitas pessoas, Chuck e o Death criaram o Death Metal brutal, com letras horríveis, conceitos feios e todas essas coisas”.

Chuck Schuldiner morreu em Dezembro de 2001, com 34 anos, vítima de câncer.

Categorias: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *