“Agora eu percebo que eu estava completamente errado”, disse Brian May após comentário sobre Bryan Singer

O guitarrista Brian May, do Queen, pediu desculpas depois de defender o diretor Bryan Singer das acusações de abuso sexual.

O músico inicialmente brigou com um fã que perguntou por que ele ainda seguia Singer no Instagram. O diretor foi acusado de abusar sexualmente de rapazes menores de idade.

May respondeu: “Você precisa cuidar da própria vida e parar de me dizer o que eu tenho que fazer. E você tem que respeitar o fato de que alguém é considerado inocente até que se prove o contrário.”

Horas depois, May parece ter mudado de ideia e pediu desculpas pelo comentário. “Foi o resultado da minha percepção de que alguém queria me dizer o que fazer”, escreveu.

“Agora eu percebo que estava completamente errado em pensar isso. Você estava simplesmente tentando me proteger e, por isso, eu agradeço. Estou mortificado de perceber os efeitos das minhas palavras. Eu não tinha ideia que dizer que alguém é inocente até que se prove o contrário era ‘defender’ Bryan Singer. Eu não tinha intenção de fazer isso”, continuou.

Ele completou: “Eu devo ser ingênuo, porque nunca me ocorreu que ‘seguir’ uma pessoa no Instagram significa aprovar a pessoa. A única razão para eu seguir Bryan Singer é que eu trabalhei em um projeto com ele.”

LEIA TAMBÉM: Queen: Paul Rodgers fala sobre seu tempo como vocalista da banda

Categorias: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *