Confira mais um texto escrito por um de nossos WikiBrothers:

Imaginou você indo ao encontro do teu ídolo e sem nada para levar que sirva para ser autografado? O artista vai até ficar contente em saber que você comprou legalmente suas músicas digitais, mas como autografar isso?”

 

 Por Gilberto Morais

-Qualidade de som: independente da velha briga entre qual é o que possui melhor som entre CD x LP, uma coisa é certo e talvez unânime, ambos são superiores aos formatos digitais. E o vinil ainda é detentor daquele som orgânico, basta só ter uma boa pickup (toca discos), receiver e caixas e voila! A audição e o prazer esta mais que garantido! E nem precisa ser os novos vinis de 180 gramas que são ainda superiores as gerações passadas em termos de sonoridade. Os antigos ja são garantia de boa curtição.

-Arte Gráfica: novamente entrando na discussão das vantagens dos demais formatos, convenhamos, aquela capa do LP com arte grande, mais detalhada supera de longe as equivalente no CD e mesmo aquela no formato digital naqueles arquivos onde a disponibilizam, valendo inclusive para aqueles em alta definição. Uma coisa é olhar pelo monitor do computador (por melhor que seja a resolução), outra é a capa do vinil na tua cara, fora o encarte. Prazer indescritível.

-Bônus Tracks e outras surpresas: a fim de estimular as vendas e sabendo da compulsão de colecionadores, hoje as gravadoras trilham o caminho oposto ao adotado na transição do LP para o CD quando ofereciam musica bônus no CD a fim de estimular a compra do disco compacto. Hoje, as gravadoras fazem o caminho inverso e oferecem ate mais atrativos que outrora:  colocam faixa bônus no vinil, oferecem código legal para download do material digital para aqueles que querem escutá-lo no Ipod, Ipad, smartphone, computador, etc e até código de acessos em seus sites ou sites oficiais da banda para oferecer material exclusivo aos detentores do vinil.

-Material a ser autografado: imaginou você indo ao encontro do teu ídolo e sem nada para levar que sirva para ser autografado? O artista vai até ficar contente em saber que você comprou legalmente suas musicas digitais, mas como autografar isso? Ah, ja se você tiver ao menos um vinil, muitos são capazes de autografá-lo com um sorriso no rosto.

-Preço: esta parte ja sei que gerara polemica e  alerto: a vantagem se aplica somente a discos usados e não aos novos lançamentos que estão o olho da cara. Sabe aquele sebo de vinis do teu bairro ou ainda no centro da cidade que você não da a mínima? As vezes, discos que você gostaria de ter em CD ou mesmo via Itunes que estão muito caros, encontram se la encalhados, não vendo a hora de passar um comprador e levá-los para um novo lar e se bobear, você acaba levando outros com a grana que iria disponibilizar para um CD ou Loja virtual de lançamento digital e ainda pode encontrar em excelente estado de conservação. E sabe o que é melhor? Se o autor ja ganhou direito autoral nele, você ao menos não o estará lesando, caso opte por esta compra a um download ilegal. Pense nisso!

-Produto de revenda: vamos imaginar que você futuramente se arrependa do vinil comprado. Pode acontecer, mas esperamos que não e decida passá-lo adiante. Uma coisa é vender um disco de vinil físico, outra algo virtual. Alguém em sã consciência iria comprar um download digital que você adquiriu? Não faz o menor sentido. Já o LP…

 

*Este texto foi elaborado por um Wikimate e não necessariamente representa as opiniões dos autores do site.

Clique aqui para ver os outros textos do WikiBrother Gilberto Morais.

Categorias: Opinião

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *