ATUALIZADO EM 27 DE MARÇO ÀS 16H45

Há poucas horas, o jornal alemão Bild reportou que Till Lindemann, vocalista do Rammstein, teria testado positivo para o COVID-19 e estava internado na UTI de um hospital na Alemanha. Agora, o grupo divulgou um comunicado nas redes sociais explicando que Lindemann, na verdade, testou negativo para o vírus.

Segundo informações do jornal, o músico se apresentou no último dia 14 em Moscou com o projeto Lindemann, e, ao chegar na Alemanha, país onde mora, ele sentiu febre e foi ao hospital. Imediatamente, ele foi testado e colocado em cuidado intensivo.

O jornal também afirmou que Till Lindemann, felizmente, estava se recuperando e continuava em observação intensiva, pois também foi diagnosticado com pneumonia, resultado do COVID-19. Veículos de mídia de todo o mundo, inclusive nós do Wikimetal, noticiaram o falso resultado, pois a assessoria do vocalista, ao ser questionada, disse que divulgaria uma declaração mais tarde, sem negar o teste positivo do coronavírus.

No comunicado, a equipe da banda disse que na última quinta-feira, 26, Lindemann foi internado por ordens médicas. Ele passou a noite na UTI, mas, aparentemente, acaba de ser liberado do cuidado intensivo por estar se sentindo melhor. O comunicado acaba com a equipe afirmando que Till testou negativo para o novo coronavírus.

Mais informações sobre a condição do vocalista devem ser divulgadas em breve.

Till Lindemann, de 57 anos, estava em turnê divulgando o disco F&M, lançado ano passado, com o colega Peter Tägtgren. No mesmo ano, o vocalista lançou o disco auto-intitulado do Rammstein, que foi muito bem elogiado pela crítica, inclusive pelo Wikimetal.

Categorias: Notícias