O apresentador do programa Real Time, Bill Maher, usou a fama do Mötley Crüe para ironizar os cuidados tomados por Donald Trump após ter sido diagnosticado com COVID-19.

“O jornal USA Today afirmou que Donald Trump e seus assessores infectaram 6 mil pessoas em 5 estados. Bateram o recorde que era do Mötley Crüe!”

Os caminhos de Trump e da banda de hard rock de Los Angeles já haviam se cruzado no passado quando o baixista do Mötley Crüe, Nikki Sixx, criticou Donald Trump por ter retirado os EUA do acordo de Paris.

Em tempos recentes, diversos artistas se manifestaram contra o presidente americano. A lista incluí Rolling Stones, Foo Fighters, Pearl Jam, Serj Tankian, Papa Roach, Linkin Park, Sacred Reich, entre diversos outros artistas, chegando até mesmo à banda ficcional Spinal Tap.

Em contrapartida, o ex-Sex Pistol, Johnny Rotten foi fotografado usando uma camiseta de apoio a Donald Trump.

Assista o momento que Bill Maher usa o Mötley Crüe em seu discurso a partir de 2′ 05″ no vídeo abaixo:

LEIA TAMBÉM: Spinal Tap irá se reunir para arrecadação de fundos para derrotar Donald Trump nas eleições

Categorias: Notícias