Steve “Zetro” Souza, vocalista do Exodus, voltou a demonstrar apoio a Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos, e criticou a exigência federal de vacinação diante da pandemia. 

Durante entrevista ao podcast Scars And Guitars (via Blabbermouth), o cantor defendeu que a rejeição ao antigo presidente norte-americano se dava ao temperamento de Trump, que “já era milionário e muito famoso” quando assumiu ao cargo e, por isso, não tentava agradar a opinião pública. 

“Ao longo da minha vida – tenho 57 anos – votei nos Democratas muitas e muitas vezes. Eu voto em quem acho que pode fazer isso. E ao longo dos últimos 10 anos, eu fui completamente para a direita”, contou. 

Sobre as leis federais estabelecidas nos Estados Unidos recentemente para exigir comprovantes de vacinação da população para entrar em shows, por exemplo, Zetro se mostrou contrário. “Eles estão forçando você a tomar uma vacina. Nós vivemos em uma sociedade socialista? O que aconteceu com ‘meu corpo, minha escolha’? Eu não entendo. E não é sobre a vacina não ser eficaz ou algo assim; é sobre o poder de escolha”, disse. 

Zetro acredita na fatalidade do COVID-19, mas tem ideias liberais sobre como o governo deveria lidar com a crise sanitária. “Sim, [o vírus] é real. Sim, mata pessoas. Não é pior do que a gripe, no entanto. Você não pode fechar o mundo. Você não pode arruinar os negócios das pessoas”, defendeu. “Minha opinião é que você não pode fugir. Você precisa encarar de frente e assim vai vencer”. 

Tags:
Categorias: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *