Em entrevista recente à rádio, o baterista do Slipknot, Jay Weinberg, falou sobre a morte de seu antecessor, Joey Jordison, que faleceu em julho. Weinberg ressaltou que não queria falar em nome dos colegas de banda que estiveram com Jordison desde o início, mas afirmou que “tem sido pesado”.

“Fomos todos afetados,” conta. “Para mim, o jeito de preservar o legado do Joey e do Paul [Gray] é me comprometer inteiramente com o ethos e o espírito dessa banda. Eles vivem através da música, não há dúvidas. Então, para mim, esse é o tributo mais verdadeiro que podemos dar. Em respeito à memória deles, sua arte, sua música, o que eles contribuíram para esse mundo que teve, e sempre vai ter, um impacto duradouro,[o que podemos fazer] é dar tudo de nós para a música. Para mim, esse é o jeito mais verdadeiro de honrar aqueles que se foram.”

Até o momento, a causa da morte de Joey Jordison não foi divulgada. O músico Frédéric Leclercq, seu colega de banda no Sinsaenum, teve uma entrevista divulgada recentemente em que afirma saber como o amigo morreu, mas que “não cabe” a ele falar sobre isso. “A família [de Jordison] pediu privacidade naquele momento e eu respeito isso. É muito triste,” comentou.

LEIA TAMBÉM: Slipknot homenageia Joey Jordison e Paul Gray em show do Knotfest Iowa; veja imagens

Tags:
Categorias: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *