Gary Holt revelou concordar com o colega Kerry King sobre o Slayer ter se aposentado cedo demais. Ele disse que a banda ainda estava em seu auge, porém ele acredita que a melhor forma de parar é quando “estamos no topo e não quando somos apenas uma sombra do que éramos”.

Kerry King fez esse comentário enquanto estava gravando uma mensagem em vídeo para o Machine Head os parabenizando pelos 30 anos de banda. “Então é hora de parabenizar meus amigos do Machine Head”, ele disse. “Aparentemente 30 anos é uma conquista muito grande. Não são muitas bandas que conseguem isso. Nós conseguimos… e então nos aposentamos cedo demais. Foda-se a gente. Foda-se eu. Eu odeio não estar tocando.”

Durante uma entrevista à Metal Hammer, Holt disse que concorda com a afirmação de King. “A banda ainda tinha muitos anos a sua frente, mas eu acho que quando é hora, é hora. Quando você decide desistir de alguma coisa, só desista. Não posso dizer que tomamos a decisão errada.”

O Slayer tocou pela última vez em 30 de novembro de 2019 no The Forum, em Inglewood, California.

LEIA TAMBÉM: A canção do Slayer que é uma das melhores críticas sociais do metal

Categorias: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *