A empresa Blown Ups! vai adicionar rock ‘n’ roll à sua coleção com o lançamento de um boneco de Angus Young inspirado no álbum clássico Highway To Hell

Blown Ups! são bonecos infláveis do tipo “joão bobo” colecionáveis, com uma lista de diversos ícones da cultura pop, de vários períodos. O bonequinho mede aproximadamente 15cm e é feito com vinil de alta resistência. O boneco está na pré-venda no site oficial da banda por $19.99.

No início deste ano, Angus falou à revista Guitar da Alemanha sobre suas primeiras influências musicais. Ele disse: “Eu tocava um pouco de guitarra, mas eu realmente me concentrei nisso por volta quando eu tinha cerca de 12 anos, na minha adolescência. E por volta dos 13 anos [ou] 14, foi quando Jimi Hendrix apareceu no horizonte”.

Ainda, ele conta que quando ouviu a música “Purple Haze” pela primeira vez, ficou totalmente fascinado. “’Como ele está fazendo isso?’ Fiquei muito impressionado. Além disso, Malcolm, meu irmão, teve alguns shows que vimos juntos. Vimos a banda The Yardbirds; eles tinham vindo para a Austrália. Na época, a formação tinha acabado de mudar. Acho que originalmente eles costumavam ter Jeff Beck. Mas então, mais tarde, quando os vimos, eles não tinham Jeff Beck; eles tinham Jimmy Page na guitarra. Então, era bom, porque naquela época aquele tipo de som, especialmente para guitarra, o som te pega muito. Mas quando apareceu Hendrix, você meio que fica: ‘Uau! Este é outro nível na guitarra’.’ Então eu era um grande fã dele”, completou.

Angus falou sobre não ser bom em “pegar” notas facilmente, da mesma forma que algumas pessoas conseguem ouvir uma canção e identificar as notas com tranquilidade. “Eu costumava dizer a Malcolm: ‘Você pega as notas e depois me mostra’. […] Ele escolhia todas as notas de qualquer coisa que eu quisesse saber, e apenas me mostraria, e então eu iria tocar da forma que ele me mostrou… Mas eu tinha uma série de estilos”, disse.

“Com outros membros da família que tocavam, aprendi um pouco de Chuck Berry, um pouco de blues e algumas músicas folk. Então, eu tinha um pouco de variedade de coisas diferentes, até mesmo algumas coisas do jazz tradicional antigo”, afirmou. “Minha irmã, ela sempre me arranjava discos e coisas assim, porque ela sabia que estávamos interessados ​​em fazer coisas. Não era tanto guitarra. Eu ouvi Louis Armstrong tocar trompete, fazer um solo, […] e aprendia as notas… Então, eu tinha bastante variedade. Quando olho para todos os músicos que admiro, há muitos”.

Power Up, o álbum mais recente da banda, foi o mais vendido em 2020 em pelo menos três de seus maiores mercados: EUA, Austrália e Reino Unido. Além disso, foi onde estreou em primeiro lugar. O trabalho conta com Brian Johnson (vocal), Phil Rudd (bateria), Cliff Williams (baixo), Angus Young (guitarra) e Stevie Young (guitarra) na formação.

LEIA TAMBÉM: Gene Simmons fala sobre a primeira vez que viu Angus Young: “Ele não tinha os dentes da frente”

Categorias: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *