Ele descreveu o novo álbum como um passeio sombrio e do mal

O frontman do Slipknot, Corey Taylor, falou sobre o vindouro sexto álbum da banda. Descrevendo as novas músicas como do mal, ele disse que o próximo disco “será ridículo. Vamos dizer assim”.

De acordo com Taylor, o single “All Out Life”, já lançado, não está “nem perto de ser tão sombrio e visceral como o que estamos trabalhando agora”. Ele disse que escreveu a música porque queria usar a arte para analisar algo que ele acredita.

“As pessoas estão muito bravas com as coisas erradas e pouco bravas com as coisas certas”, explicou. “A música dá o tom para que as pessoas se levantem e digam, ‘não vamos permitir isso. Não vamos deixar as pessoas nos atropelarem por crenças religiosas. Pela cor que temos, pelo o que acreditamos. Por quem escolhemos amar’. Todas essas coisas. Não tem ninguém fazendo isso, cara. Tá todo mundo preocupado de mais com o bolso, com os cheques.”

Parte do novo disco também lidará com a depressão de Corey Taylor.

“Tudo o que eu estava fazendo era dar. Eu me percebi totalmente explorado”, disse. “Dava pra ver na minha cara. Nos meus olhos. É a jornada na qual quero levar as pessoas nesse álbum… Mostrar como a depressão acontece quando você não tem remédios para se apoiar. É um passeio bem sombrio.”

LEIA TAMBÉM: Slipknot: documentário Welcome To Our Neighborhood está disponível no YouTube

Confira mais notícias sobre: