Durante uma entrevista para a rádio SiriusXM, Ozzy Osbourne confessou que 2019 tem sido o ano mais difícil de sua vida. “Eu quebrei meu pescoço em janeiro, tive pneumonia, tive coágulos no sangue… Tem sido um ano conturbado, para dizer o mínimo. Eu estive com tanta dor esse ano”, ele conta.

O Príncipe das Trevas também relembrou o acidente de quadriciclo que sofreu em 2003 em que quebrou a clavícula, diversas costelas, uma vértebra do pescoço e o deixou em coma por oito dias. O músico explicou que apesar dos “estragos”, a única coisa que ainda carrega do acidente é uma sequela que o obriga a tomar choques elétricos diários no braço.

Em 2019, Osbourne sofreu com infecções e quebrou o pescoço durante a pausa da turnê mundial de despedida do Black Sabbath. “Eu estava cantando melhor do que jamais cantei e estava realmente feliz. Eu fui para casa para um pequena pausa e tive infecção estafilocócica em dois dedos (…) Então eu fiz o show de Ano Novo aqui em Los Angeles. Esse foi o último show que eu fiz, porque, em fevereiro, eu levantei de noite para ir no banheiro e pisei em falso. Eu bati no chão como uma tonelada de tijolos.”

Veja a entrevista completa para a rádio SiriusXM logo abaixo.

LEIA TAMBÉM: Ozzy Osbourne revela qual disco ele menos gosta de sua carreira

Categorias: Notícias