Último lançamento do Meshuggah foi em 2016

Em entrevista ao i, durante o festival finlandês Tuska Open Air, o guitarrista do Meshuggah, Mårten Hagström, falou sobre a banda ter criado o estilo djent.

“Primeiro de tudo, lamentamos muito por criar esse gênero. Nós não pretendíamos isso – nosso mal. Mas na verdade, acho que é um equívoco essa coisa de djent. Eu acho engraçado”

“O nosso guitarrista, Fredrik Thordendal estava bêbado, conversando com alguns fãs, tentando explicar que tipo de tom de guitarra que estávamos tentando conseguir, e eles estava desesperadamente tentando dizer ‘Queremos dj, dj, dj’, e os caras ‘O que ele está dizendo? É uma palavra em sueco? Deve ser! Parece dj…talvez djent?’ e daí é que surgiu. Um mal entendido de bêbado, como sempre acontece com o Meshuggah”

Perguntado sobre como ele definiria o estilo da banda, Mårten disse “Heavy, música experimental…eu não me importo se é progressivo ou não, é pesado […] Nós tocamos música agressiva e experimental, e é basicamente isso”.

“Não é música mainstream – é música não feita para todos”, explicou ele.”Não é algo que você cantarola. Não é algo que fica na sua cabeça imediatamente; é preciso ajustes. Quero dizer, não é música para ouvintes casuais irem à academia, beberem seus smoothies às cinco da manhã[…] Nós não somos esse tipo de banda.[…] Então eu diria que eu estou impressionado com o sucesso”.

O último álbum da banda, The Violent Sleep Of Reason, foi lançado em 2016 e recebeu indicação ao Grammy como Melhor Performance de Metal pela música “Clockworks”

Tags:
Categorias: Notícias