Vocalista do Motörhead, Lemmy Kilmister, morreu em 2015

Em entrevista ao Goldmine, o ex-baterista do Motörhead, atualmente no Scorpions, Mikkey Dee, falou sobre o legado de Lemmy “Ele está sendo lembrado de um milhão de maneiras diferentes”, disse Mikkey, “Ele era um poeta, você sabe; ele era tão bom com as palavras. É por isso que Ozzy [Osbourne] sempre o chamava para trabalhar com ele, e muitos outros artistas também, porque ele conseguia juntar palavras como ninguém, ele rabiscou uma letra em 15 minutos, que outras pessoas poderiam estar lutando por meses para montar. Ele apenas pegou um guardanapo e escreveu as melhores letras que você poderia imaginar. Ele tinha um jeito muito, muito fácil com isso”.

“Mas todos nós tínhamos nosso próprio tipo de relacionamento com ele, de maneiras diferentes”, continuou ele. “Então eu não sei, eu apenas penso e espero que ele seja lembrado de uma forma apropriada. Porque, você sabe, desde que ele faleceu, tem sido maior que Elvis [Presley]. Ele ficaria muito surpreso e honrado se soubesse (…) Se você viu o que aconteceu no festival Wacken Open Air [na Alemanha], por exemplo, com 100 mil fãs levantando suas mãos enquanto eles tocavam o novo vídeo, ‘Heroes’ [cover de David Bowie] . Foi o lançamento dessa música, e foi simplesmente incrível. Eles estão nomeando ruas com o nome do Lemmy, estão nomeando todos os tipos de parques e palcos. Então, é incrível. “

Lemmy completou 70 anos no dia 24 de Dezembro de 2015, e no dia 28 faleceu em sua casa, em Los Angeles. O líder do Motörhead lidou com vários problemas de saúde, fazendo com que a banda cancelasse uma série de shows.

Tags:
Categorias: Notícias