Singerman descreve o diagnóstico

O empresário do Motörhead revelou em uma entrevista à Sky News maiores detalhes sobre o estado de saúde de Lemmy antes de sua morte no último dia 28. Segundo Todd Singerman o líder do Motörhead foi diagnosticado com câncer na cabeça e pescoço no dia 26, e os médicos estimaram de dois a seis meses de vida.

Singerman descreve:

“Ele chegou em casa após a turnê, fizemos uma festa para ele no Whisky A Go Go. Seus amigos vieram e tocaram. Dois dias depois eu senti que ele não estava se sentindo bem, então o levamos para o hospital. Ele foi liberado e depois acharam em sua tumografia câncer em seu cérebro e pescoço… O médico veio com o resultado alguns dias depois… Era terminal”.

Músicos postam mensagens em tributo a Lemmy

“Ele recebeu a notícia bem. Seu único comentário foi ‘oh, só dois meses, então?'”. Para a Rolling Stone, Singerman revelou que pretendia deixar a doença em segredo, mas Lemmy insistiu que o empresário soltasse uma declaração: “Ele disse ‘eu quero que as pessoas saibam que foi câncer. É uma coisa ruim, as pessoas devem saber”.

Singerman comenta: “Ninguém fazia ideia. Nós haviamos descoberto no sábado que ele tinha câncer e o médico lhe deu de dois a seis meses de vida. Ele faleceu enquanto eu fazia ligações para Phil [Campbell] e Mikkey [Dee], falando para que viessem para se despedir enquanto ele ainda estava ativo e tudo mais. Ele estava se sentido muito para baixo. Não era esperado que ele iria assim”.

Lemmy faleceu no último dia 28 aos 70 anos de idade.

Ler todas as noticias do Wikimetal News

Tags:
Categorias: Notícias