Duas cartas premeditaram a separação da banda em 1969

Duas cartas que premeditaram a dissolução dos Beatles estão agora à venda.

As duas cartas, de janeiro e abril de 1969, foram mandadas para John Eastman e Lee Eastman. Estes eram pai e irmão de Linda Eastman, que casaria com Paul McCartney em março de 1969.

A carta de janeiro está sendo avaliada por U$225.000 e a de abril por U$325.000.

A primeira é assinada pelos quatro Beatles e pela Apple Corps. Ela é endereçada a John Eastman que estava “autorizado a agir em nome da banda a respeito de contratos.”

No entanto, três meses depois, John Lennon, George Harrison e Ringo Starr mandaram outra carta. Os três fecharam com o empresário dos Rolling Stones, enquanto McCartney permaneceu com o sogro e o cunhado.

“Esta é para informá-lo do fato que você não está autorizado a agir como advogado ou representante dos Beatles”, diz a carta de abril. “Reconhecemos que você está autorizado a trabalhar com Paul McCartney, pessoalmente. Instruiremos nossos representantes a te darem cooperação total.”

Esta carta chegou a ser leiloada em 2005, vendida para um colecionador por U$63.000.

LEIA TAMBÉM: The Beatles: Peter Jackson, De Senhor Dos Anéis, trabalha em novo filme sobre a banda

Confira mais notícias sobre: