A onda de protestos antiracistas despertados pelo assassinato de George Floyd que vêm acontecendo na última semana nos Estados Unidos mobilizou um grande número de pessoas, incluindo celebridades e artistas, e o metal e rock não ficaram de fora dessa indignação que toma conta do mundo.

Confira abaixo postagens de diversos artistas se pronunciando sobre o assunto:

Code Orange apoiou a venda de camisetas do Jesus Piece que será revertido para organizações anti-violência, pró juventude, saúde mental etc. A peça diz “Você não pode encarcerar os revolucionários. Você não pode encarcerar a revolução.”

Phil Labonte do All That Remains questionou os protestos no Canadá, perguntando se eles realmente tem brutalidade policial lá para protestar também. Usuários respondendo ao artista que eles tem sim, o oferecendo fontes de notícias.

Todd La Torre do Queensryche escreveu sobre o presidente Donald Trump, “O cara que na presidência inteira quis parecer ser um cara durão passou a noite inteira sentado em um bunker

Krist Novoselic, ex-baixista do Nirvana, encorajou as pessoas protestando irem pra casa descansar, e “construir seu futuro”. O músico também aproveitou para apontar os males das redes sociais comandadas por grandes corporações e pelo capitalismo. Para finalizar, ressaltou que vidas negras importam.

Mike Portnoy do Sons Of Apollo, compartilhou um vídeo de um momento tenso entre policiais e manifestentantes de um protesto perto da Casa Branca, e comentou “É hora de renomear o nome para EDA, Estados Divididos da América. Verdedeiramente triste…”

David Coverdale do Whitesnake fez várias postagens sobre o assunto, entre elas, escreveu “Olá, amados… Não posso falar de coisas tranquilas hoje a noite… Tenho certeza que você viu ou ouviu sobre os protestos nos Estados Unidos… dias obscuros, trágicos… Eu mando amor para você e para os seus, em qualquer lugar que você esteja e te desejamos o melhor em todas as coisas.” Logo abaixo, o artista compartilhou um aviso do toque de recolher que a polícia está realizando em diversas cidades americanas.

Lzzy Hale e Arejay Hale do Halestorm também postaram sobre as manifestações. Lzzy escreveu, “Amor é a única coisa que minimiza ódio. A hora é agora #mudança”, e no Instagram, compartilhou o movimento #TheShowMustBeStopped, ou seja, “O show tem que parar”, em que diversas gravadores irão dedicar a terça, 02 de junho, para se reconectar com sua comunidade e caminhar para soluções de mudança e melhora da sociedade perante o racismo.

Arejay, por sua vez, escreveu em seu Twitter, “Ninguém quer violência mas protestos pacíficos tem sido repetidamente ignorados. Aqueles que foram silenciados de novo e de novo sentem que não possuem escolha. Paz e amor são importantes mas nós precisamos de mudança agora. #VidasNegrasImportam”.

View this post on Instagram

Artists, Creators and music industry moguls. Tuesday we pause together as an act of solidarity and support for the black community and everyone who is in the fight for equal human rights. #theshowmustbepaused blacklivesmatter #loveoverhate #changenow2020 #86452020 more info in bio link. EDIT: Here’s some clarity: The record industry has not fully shut down during the pandemic, the touring industry has… but the artists, creators and industry folks have all been working our asses off for 14 hour day’s as an effort to keep everything afloat. I personally have been much busier, and hustling harder than I would’ve been if the pandemic had not happened. So instead of promoting ourselves or our personal agendas on Tuesday, we will pause in solidarity out of respect for what is happening right now. When you are reading about these small acts of solidarity that myself and many others are putting into motion. Do not assume what you know nothing about. Do not twist it, because the bottom line is we All have to create attention to the state of the world and specifically our country right now, and we All need to do our part or this will keep repeating over and over each generation. I encourage you all to do your research and find big or small ways that you can help change happen. One person with a lighter is just a flame that can get lost in the night, but if we all stand with our lighters together, we shine brighter than the darkness. And if fighting for basic human rights and equality is something you disagree with, than you are part of the problem.

A post shared by LZZY HALE (@officiallzzyhale) on

Axl Rose, do Guns N’ Roses se revoltou em seu Twitter contra a mídia e as fake news, e afirma que irão se esforçar para construir um futuro melhor mesmo não podendo contar com o poder mídiatico.

Doug Aldrich, do Dead Daisies também escolheu o Twitter para se pronunciar, pareceu não querer mais manifestações, mas concordou com a ideia de que protestos pacíficos não parecem ser uma opção no momento. Ele também condena os policiais envolvidos na morte de George Floyd, mas agradece aos policiais e bombeiros de Los Angeles que, segundo ele, mantém as ruas seguras.

Alex Skolnick, do Testament, ressaltou momentos de protestos pacíficos, e pediu mais manifestações como essa.

Tom Morello, do Rage Against The Machine compartilhou vídeos impactantes dos protestos, incluindo um registro de um policial fazendo um sinal de “poder branco” durante uma manifestação, que fez o artista comentar “Não brinca”, sobre o trecho.

Roger Waters obviamente se manifestou sobre o assunto, e escreveu “Silêncio branco é violência! (…) A polícia e aqueles que a servem preferem a violência e que queimem a cidade mais do que agir corretamente dentro da lei…”

João Gordo, do Ratos do Porão, compartilhou diversas imagens relacionadas aos protestos e contra o fascismo:

View this post on Instagram

🤘

A post shared by velho ranzinza (@jgordo) on

View this post on Instagram

Burn baby Burn

A post shared by velho ranzinza (@jgordo) on

View this post on Instagram

🤘

A post shared by velho ranzinza (@jgordo) on

View this post on Instagram

#seculosinistro

A post shared by velho ranzinza (@jgordo) on

Pitty se pronunciou a respeito dos atos pró-democracia que estão acontecendo em meio as manifestações antirracistas:

Categorias: Notícias