Representantes do Korzus e Claustrofobia mandam mensagens

Antônio Araújo do Korzus e Marcus D’Angelo do Claustrofobia, escreveram mensagens manifestando toda a sua tristeza e pesar pelo falecimento de Jeff Hanneman.

Confira as declarações emocionadas e o profundo respeito que ambos nutriam por um dos maiores guitarristas da história do Thrash Metal.

Antônio Araújo (Korzus):
“Eu recebi uma ligação hoje de um grande amigo e também fã do Slayer… Que me falava num misto de desespero e incredulidade que o Jeff Hanneman tinha morrido… Ele estava na rua, e pediu que eu fosse online averiguar se aquilo era real. Corri ao computador… E fiquei muito triste ao constatar o fato… Não adianta procurar uma razão, se foi a picada que o matou com o tempo, se foi o álcool que deteriorou seu fígado… Nada disso importa… O que mais me deixa triste, é saber que mais uma das grandes lendas da música pesada deixou esse mundo. Eu tive a chance de vê-lo ao vivo algumas vezes, mas infelizmente nunca o conheci pessoalmente… Não pude dizer para ele o quanto fui influenciado pela sua arte… Só posso torcer para que ele esteja em um bom lugar, com um suprimento inesgotável de cervejas, guitarras e amplificadores… Batendo cabeça ali por perto do Sul do Paraíso… RIP Jeff Hanneman! Sua música é eterna e através dela você vive.”

Marcus D´Angelo (Claustrofobia):
Estou extremamente triste pela perda do JEFF HANNEMAN. Que todos vão morrer é certeza, é o ciclo da vida, mas quando acontece precoce assim, é sempre chocante principalmente quandos se trata de uma referência de algo que amamos.
Criador do estilo mais assassino de se tocar guitarra, uma das minhas top influências!!!
Apesar do Gary Holt ser um dos guitarristas mais completos do Thrash Metal, Jeff é insubstituível. Ele era parte essencial no espírito sujo do Slayer. O Slayer nunca mais será o mesmo sem o Jeff, grande compositor, musicalidade marginal! Nunca esquecerei quando o Daniel Bonfogo em 1993 me disse que tinha ouvido uma banda que era a mais pesada de todas, SLAYER, logo JEFF HANNEMAN se tornou uma referência pra mim. Eu tinha 12 anos de idade e eu era Alemãozinho e vi aquele maluco Alemão com a guitarra JACKSON preta cheia de adesivos preto e branco, foi foda, eu poderia ser parecido com ele, hahaha. Minha primeira JACKSON que uso até hoje está cheia de adesivos preto e branco por causa do JEFF HANNEMAN. Sou fã incondicional da dupla de guitarras do Slayer em especial do Jeff. Ele nao era poser e simplesmente subia ao palco e detonava aqueles clássicos (a maioria que ele mesmo compôs). Isto é apenas um breve comentário de coração como fã e amante da música pesada mundial. Continuarei honrando seu legado.
RIP MESTRE e obrigado pelo que criou e por toda inspiração!

Ler todas as noticias do Wikimetal News

Tags:
Categorias: Notícias