Vocalista e guitarrista do Inquisition foi acusado de portar pornografia infantil

O vocalista e guitarrista da banda americana de Black Metal, Inquisition, foi acusado de portar pornografia infantil. O caso ocorreu em 2007 e foi divulgado pelo site MetalSucks.

Os documentos afirmam que o ‘Centro Nacional de Crianças Desaparecidas e Abusadas’ tomou conhecimento de uma conta fazendo upload de fotografias sexualmente explícitas de ‘Jovens do sexo feminino no início da adolescência ou pré-adolescentes’ no site de compartilhamento Photobucket, em novembro de 2006. Depois de rastrear o IP do usuário, o Departamento de Polícia de Everett foi contactado, e posteriormente iniciou uma investigação.

Embora o nome de usuário da conta Photobucket sugerisse que seu dono era uma mulher, essa investigação acabou levando a polícia até o líder do Inquisition, Dagon. No final de 2007, a detetive Karen Kowalchyk visitou Dagon e sua esposa em sua casa. A esposa admitiu que eles estavam tendo problemas conjugais, e que o marido gostava que ela se vestisse como uma menina quando eles faziam sexo, e que ela estava preocupada que ele poderia estar procurando por pornografia infantil online.

O computador de Dagon foi apreendido e os investigadores descobriram que ‘Foram feitos esforços para limpar’ até 2.000 arquivos. Alguns desses arquivos foram recuperados, e provaram ser fotos de Dagon e sua esposa, do Inquisition, e também pornografia infantil envolvendo meninos e meninas.

Dagon divulgou uma nota sobre o caso:

“Para todos os fãs, apoiadores e pessoas próximas, eu gostaria de esclarecer algumas informações errôneas divulgadas pelo MetalSucks, de um assunto pessoal que ocorreu em 2007: primeiro, você deve levar em conta que tudo que o MetalSucks publicou foi retirado de documentos judiciais de acusação, em vez do que foi provado em 2007. Segundo, eu nunca me declarei culpado e as acusações originais foram retiradas depois que os tribunais examinaram todas as provas. Eu não sou um criminoso sexual, e eu era absolutamente inocente de todas as acusações. A barganha era algo em que o promotor insistia e que para a defesa era a melhor opção para encerrar um longo processo legal. Além disso, a página de verificação de antecedentes que circula não é totalmente correta, ela definitivamente não está mostrando o que a verificação de antecedentes da polícia mostraria.

Com todo o meu respeito a você, por favor, leia a minha declaração.

Eu fiz uma escolha muito imprudente em 2007, o que me levou a alguns problemas legais. Depois que a investigação foi conduzida, um ano e meio depois das acusações iniciais, elas foram retiradas e um acordo foi apresentado. A investigação determinou que eu não tinha nada que caísse sob a acusação original.

O relatório da polícia sugeriu que eu havia excluído e obstruído provas, e eu nego ter feito isso, no entanto, a acusação de obstrução ainda fazia parte do acordo, como foi a outra acusação mencionada. Essa segunda acusação está relacionada à visualização de pornografia em uma área pública e, novamente, foi tomada como parte do acordo judicial. Para ser claro, eu não tenho crimes sexuais, isso não envolveu qualquer outra pessoa além de mim e eu segui em frente desde 2009, tendo cumprido todos os aspectos da lei.

Eu gostaria de manter o foco em minha música e minha dedicação absoluta à arte do Black Metal. Apesar de quaisquer opiniões pessoais e julgamentos que os seguidores e defensores da nossa música possam ter, eu sou uma pessoa um pouco privada e nunca me importei com o sensacionalismo destrutivo e manter o que sinto ser privado, privado.

Espero que meu nível de transparência seja compreendido e agradeço a você, como sempre, por ter apoiado o Inquisition”

Dagon também teve problemas com a polícia em 2006, por se envolver com nazismo e supremacia branca.

Os dois últimos álbuns do Inquisition, Obscure Verses for the Multiverse (2013) e Bloodshed Across the Empyrean Altar Beyond the Celestial Zenith (2016), foram lançados pelo selo Season Of Mist, que divulgou que não irão mais trabalhar com a banda. O Inquisition também foi retirado do lineup do Maryland Deathfest, famoso festival de música extrema dos Estados Unidos, assim como da turnê com o Satyricon.

Categorias: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *