Durante uma aparição no Hangin’ & Bangin’, o ex-guitarrista do Whitesnake, Doug Aldrich relembrou seu fracasso na audição para o Kiss quando ele era apenas um adolescente, e também mencionou seu tempo na banda de Ronnie James Dio.

Questionado sobre como a rejeição do Kiss o afetou, Aldrich disse: “Gene [Simmons] foi engraçado. […] Eric [Carr] foi muito legal comigo. Foi bizarro ver esses caras sem maquiagem”. De acordo com o guitarrista, a sensação era que parecia ilegal vê-los assim. “Eric Carr me trouxe para ver os caras, e eu pensei que era simplesmente bizarro porque eu só os tinha visto com a maquiagem”.

“Tocamos juntos e, eventualmente, eles perceberam que eu era muito jovem, realmente não tinha nada em comum com eles. Mais tarde, Eric disse: ‘Você fez um trabalho realmente bom, mas obviamente, você precisa de mais experiência’. “É verdade, você não quer ficar na estrada com alguém com quem você não se sente confortável, ou alguém que é muito jovem ou muito velho, ou o que seja. Foi uma ótima experiência, realmente me fez levar a  guitarra a sério”, afirmou.

Doug Aldrich também falou um pouco sobre sua carreira, com todos os projetos paralelos, incontáveis ​​projetos paralelos e muitos álbuns de tributo. Ele chegou a fazer um para Ronnie James Dio. Quando perguntado como foi pelo entrevistador, ele disse: “Quer dizer, foi bom, mas triste, obviamente. Eu daria qualquer coisa se ainda pudéssemos ter Ronnie conosco, mas sim, fizemos uma versão um pouco diferente. […] Ainda não consigo acreditar que Ronnie se foi”.

“Ainda o imagino naquela casa, fazendo suas coisas, ouvindo rádios esportivas e criando música. Ronnie tinha um senso de humor muito bom também, as pessoas realmente não falam muito sobre isso”, completou.

Categorias: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *