Ao longo dos últimos anos, o Foo Fighters se tornou o alvo favorito de um grupo de cristãos conservadores que costuma ficar do lado de fora dos shows da banda segurando cartazes de ódio e gritando frases ofensivas.

O costume já virou piada entre os próprios membros do Foo Fighters, que sempre arranjam um jeito criativo de cumprimentar seu grupo de haters. O episódio mais recente aconteceu em agosto, quando a banda apareceu em frente a um dos protestos tocando Bee Gees em um caminhão.

Em entrevista recente para a Vulture, Dave Grohl disse que os ataques começaram em 2011, quando o Foo Fighters gravou um comercial para anunciar sua nova turnê. No vídeo em questão, os integrantes da banda apareciam nus, tomando banho juntos, e a banda foi repreendida pelos cristãos conservadores por conta do conteúdo homoerótico.

“Eles começaram porque nós fizemos um comercial em que aparecemos tomando banho juntos,” disse Grohl. “Acho que isso atiçou os nervos deles e eles decidiram montar guarda nos shows do Foo Fighters toda vez que tocamos no Kansas. Se eles não fossem tão brutalmente ofensivos nós não ligaríamos, mas as coisas que eles defendem são tenebrosas.”

Apesar de buscar soluções engraçadas para dispersar o grupo, Dave Grohl admite que fica incomodado com a reação dessas pessoas. “Tenho que ser honesto, é impressionante ver tanto ódio nos olhos de alguém enquanto eles olham pra você e gritam ‘Dave Grohl, você vai queimar no inferno’. E eles estão falando sério! Eu só estou parado aqui tocando uma música dos Bee Gees. Isso é ódio verdadeiro,” diz.

LEIA TAMBÉM: Foo Fighters prega peça em manifestantes cristãos tocando Bee Gees; assista

Categorias: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *