Leia a declaração

O ex-baterista do Guns N’ Roses Matt Sorum, que já trabalhou com Chester Bennington na super banda Kings Of Chaos, postou uma declaração em seu Facebook oficial pedindo que o público não culpe o vocalista do Linkin Park por ter cometido suicídio. Bennington, que tinha 41 anos, cometeu suicídio por enforcamento no último dia 20.

Leia o texto de Sorum na íntegra:

“Devastado e de coração partido por saber da perda de meu querido amigo e colega de banda Chester Bennington. Nós estávamos nos falando ontem mesmo sobre planejar novos shows juntos. Estou em choque. Ele sempre foi uma pessoa positiva, e fazia com que todos ao seu redor se sentissem especiais. Não só músicos mas fãs também. Ele se dava por inteiro. Para pessoas que vivem sob os holofotes, isso pode ser assustador e pesado quando você está sozinho e as luzes apagam. Como um viciado em recuperação, eu falava isso com o Chester muitas vezes. É difícil entender do lado de fora porque nosso trabalho parece fácil e parece que temos tudo. Nós sabemos agora com tantos grandes nomes que perdemos por causa de drogas, álcool, a depressão que vem… até com a sobriedade. Os sentimentos são duros e meu irmão Chester batalhou muito assim como grandes amigos que perderam a luta contra o enorme medo que vem com a doença.

A única coisa que podemos fazer é tentar falar, nos comunicar com grupos de ajuda e com pessoas queridas. Por favor não o culpem, a doença nos quer morto. Depressão e ansiedade é o efeito que sobra depois de anos difíceis vivendo com demônios e estes sentimentos. Eu amava Chester. Ele era bondoso e sempre profissional em toda situação. Ele aceitava qualquer desafio. Eu dava músicas no último minuto e ele sempre se virava. Sendo o grande showman que ele era, com a voz que ele tinha, ele era capaz de tanta coisa. O talento era sem limites e ele era um perfeccionista. Para nós, o resto da vida é a parte difícil. Seis filhos e uma família eram seu sangue e responsabilidade.

As pessoas vão perguntar… Como ele poderia deixá-los?
A dor deve ter sido tão profunda. Eu rezo para que sua esposa e filhos possam achar paz depois desta tragédia. Ele mostrou sua alma ao mundo e nós recebemos seu presente. E seu dom sobrevive através da sua música. Eu te amo Chester, e sempre vou te amar. O mundo sentirá sua falta. Mas sua presença nunca será esquecida. Você me tocou assim como tocou muita gente. E por isso serei eternamente grato.
Descanse em paz, alma doce.
Seu irmão,
Matt”

Categorias: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *