Na última quarta, 13, o baixista Joshua Woodart anunciou sua saída do A Day To Remember após o ressurgimento de denúncias de assédio.

No Twitter, alguns usuários começaram a comentar sobre as acusações de assédio contra Woodart, que começaram 10 anos antes de vir a público, em julho de 2020. Em resposta, uma mulher chamada Kaia Eve explicou o seu caso afirmando que o baixista “contratou um detetive particular para vir à minha casa, me assediou com ligações, me apresentou uma ação judicial“.

Ela ainda disse que contratou um advogado e completou: “Eles rejeitaram o processo no dia anterior ao tribunal, então só posso presumir que é porque ele não queria que a minha declaração sobre ele me estuprar fosse pública.”

Diante da polêmica nas redes sociais, Joshua publicou um comunicado que decidiu parar o processo por conta da pandemia e por ter uma filha a caminho. “Não é justo com meus companheiros de banda e irmãos serem envolvidos ou afetados por nada disso, então tomei a decisão de deixar a minha posição na banda a partir de hoje”, ele escreveu.

“Vou sair da turnê para ficar com a minha família e continuar a defender a minha inocência nessas questões.” O músico ainda agradeceu ao A Day To Remember pelos 18 anos de parceria e disse continuar se esforçando para ser uma pessoa melhor. Veja a declaração completa logo abaixo.

A Day To Remember lançou em março desse ano o álbum You’re Welcome e havia iniciado a turnê para divulgar o trabalho. Ainda não se sabe quem irá substituí-lo.

Categorias: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *