Discos de vinil devem vender mais do que CDs pela primeira vez desde 1986, diz novo estudo.

A revelação vem de um relatório da Associação Americana da Indústria de Gravação (RIAA).

Ano passado, o relatório da RIAA revelou que a venda de CDs está diminuindo três vezes mais rápido do que a de vinil cresce. Este ano, é mais do mesmo.

O novo relatório mostra que as vendas de vinil lucraram U$224.1 milhões (de 8.6 milhões de unidade) na primeira metade de 2019. Este número é impressionantemente perto dos números de CDs (U$247.9 milhões, 18.6 milhões de unidades).

Com a renda de vinil crescendo em 12% na segunda metade de 2018 e na primeira metade deste ano e a de CDs quase sem mudanças, pode ser que a renda de vinis passe a de CDs no fim do ano.

Se isso acontecer, será a primeira vez que vinis vendem mais do que CDs desde 1986.

LEIA TAMBÉM: Amazon Brasil começa a vender discos de vinil de clássicos do rock

Tags:
Categorias: Notícias