Como o lançamento do Metallica (merecidamente) invadiu completamente o nosso site, o Top 11 da semana não poderia ser outro. Reunimos aqui 11 fatos curiosos sobre este lançamento que definitivamente marcou 2016!

11.

Este é o primeiro álbum de estúdio do Metallica a ser lançado pelo selo próprio que eles criaram em 2012, chamado Blackened Recordings, que comprou os direitos dos álbuns anteriores da banda.

10.

Apesar de ser lançado como um CD duplo, “Hardwired… To Self Destruct” não é o álbum de estúdio mais longo dentre os 10 álbuns do Metallica. Ele tem 77:26 contra 78:52 do álbum “Load” que foi lançado como um CD simples na época em 1996.

9.

O Produtor do álbum, Greg Fidelman, já havia trabalhado com a banda no “Death Magnetic” de 2008 porém apenas como engenheiro de som e responsável pela mixagem. Assumir o papel de Produtor além de engenheiro e mixer foi sua 1a. experiência em um disco puramente do Metallica (já o havia feito no projeto “Lulu” de Lou Reed e Metallica). Ele divide a produção do disco com James e Lars.

8.

O novo álbum traz a música ManUNkind que tem Robert Trujillo como um dos compositores. Antes desta música, Robert tinha créditos de compôr as músicas do “Death Magnetic” (2008), mas não as letras.

7.

A capa do álbum gerou controvérsia por conta da semelhança com a capa do álbum “Odd Fellows Rest” do Crowbar, lançado em 1998.

6.

Em 2014, Kirk Hammett perdeu seu celular no aeroporto de Copenhagen com quase 250 ideias para riffs que poderiam ser usados no disco novo. Por conta disso, o álbum não traz nenhuma composição do guitarrista, fato que não acontecia desde o “Kill ‘Em All” de 1983, ano que Hammett entrou no Metallica.

5.

No dia 12 de Novembro de 2016, portanto 6 dias antes do lançamento oficial de “Hardwired… To Self Destruct”, as 12 músicas do álbum vazaram na Internet em formato MP3. O disco anterior “Death Magnetic” havia vazado com 10 dias de antecedência pois uma loja francesa iniciou vendas antes da data oficial. Na época, Lars declarou-se feliz pelo disco ter vazado somente 10 dias antes do lançamento. O lançamento do “St. Anger” também foi antecipado em 5 dias por medo do álbum vazar.

4.

A música Murder One, é uma homenagem a Lemmy do Motörhead e leva o nome do amplificador de palco favorito do Lemmy.

3.

Os 3 singles – Hardwired, Moth Into Flame e Atlas, Rise! – entraram nas paradas de Rock da Billboard. É a 1a. vez que uma banda coloca 3 músicas nas paradas desde 2008 quando o próprio Metallica havia conseguido a façanha com The Day That Never Comes (1º lugar), Cyanide (em 35º) e My Apocalypse (em 40º).

2.

Faltando 2 dias para o lançamento do disco, o Metallica lançou vídeo clipes para todas as músicas do novo álbum. Além dos 3 singles que já tinham clipes divulgados, a banda fez uma ação promocional lançando um vídeo novo a cada 2 horas. Foram 18 horas seguidas de lançamentos (das 3 da tarde no Brasil até às 9 da manhã do dia seguinte) completando as 12 músicas do disco além da música bônus, Lords Of Summer.

1.

Valeu a espera de 8 anos, o maior tempo entre álbuns novos do Metallica, pois “Hardwired… To Self Destruct” é um dos melhores discos da banda! Garanta aqui sua cópia física do álbum!

Confira outras listas da seção Top 11

Categorias: Listas