Shawn Crahan, o percussionista Clown, falou sobre a opinião da esposa quanto às novas máscaras

Shawn “Clown” Crahan falou em entrevista para a Kerrang! sobre o novo disco e as novas máscaras do Slipknot. Ele disse que a esposa não gostou das novas vestimentas e chamou o disco de “bíblico”.

“Só posso falar por mim mesmo, mas deixa eu dizer, esse álbum é bíblico”, disse entusiasmado. “É o conto mais antigo de todos. Um grupo de pessoas projetando ideias diferentes. É um estilo que apenas nós nove – incluindo os novos membros Jay Weinberg e Alex ‘V-Man’ – conhecemos”. Como o único membro fundador restante, Clown viu todas as encarnações do grupo. Ele chama a experiência de “linda jornada” e diz ser “mais intensa agora do que em 1998.”

Sobre as máscaras, ele explicou por que estas mudam. “Eu envelheço. Fico um ano mais velho todo ano. Então foda-se, elas mudam”. Mas ele reconhece que muitos fãs, incluindo uma muito próxima dele, não gostam tanto das mudanças; “Minha esposa é igual a todos e gosta da brilhante ideia do Slipknot de 1998. Na cara, vai se foder, dedo do meio na sua testa. ‘Nós somos o Knot e fazemos o quisermos quando quisermos”, disse. “Ela está presa nisso. Pergunta todo dia: ‘Vocês vão usar os macacões vermelhos?’. ‘Eu não sei, não tenho ideia!’”

“Minha esposa não gosta das novas máscaras – quero deixa o mundo todo saber disso”, ele admite. “Ela não sacou, mesmo. Quando eu costurei o cabelo na máscara ela gostou um pouco mais.”

LEIA TAMBÉM: Slipknot confirma data de lançamento do novo disco

Confira mais notícias sobre: