Veja a declaração

A banda Venom Prison, que abriria os shows do Decapitated no Reino Unido em Novembro, publicou hoje uma declaração cancelando a turnê. O motivo é a acusação de estupro coletivo que o Decapitated recebeu recentemente.

Os quatro membros do Decapitated respondem às acusações de uma mulher que diz ter entrado no ônibus da banda por livre-arbítrio mas que foi restringida contra sua vontade e estuprada pelos quatro músicos.

Leia abaixo a declaração do Venom Prison, feita em seu Facebook oficial:

“É com muito desânimo que o Venom Prison optou por cancelar as datas programadas com o Decapitated no Reino Unido. Como vocês devem saber, os membros do Decapitated foram presos no sábado, dia 9 de Setembro, em Santa Ana na Califória.

Não é nenhum segredo que o Venom Prison é contra estupro e abuso sexual. A banda continua defendendo direito das mulheres e chamando atenção a diversos problemas que continuam contaminando a cena da música extrema.

O Venom Prison gostaria de enfatizar que todo mundo tem direito a um julgamento justo – através dos canais legais, não apenas nas redes sociais – e os membros do Decapitated continuam músicos respeitados até que se prove o contrário. Também gostaríamos de lembra que o ônus da prova em qualquer questão criminal, pelo menos no Reino Unido, é acima de qualquer dúvida, de que 99% do que foi alegado realmente aconteceu. Baseado nisso, até que qualquer indivíduo seja condenado, não estamos em posição de comentar as alegações presentes.

Devemos falar também que não acreditamos que estas coisas ‘simplesmente acontecem’, então independentemente da extensão da alegação, inevitavelmente, situações como as que o Decapitated se encontra, frequentemente envolvem algum grau de comportamento inadequado.

Como falamos, não procuramos esconder nossa opinião do que é um problema que tem se tornado cada vez mais visível, e a infeliz situação que continua a se espalhar. Baseado nisso, nós pedimos desculpas aos que já compraram ingressos especificamente para ver o Venom Prison, e enquanto pedimos que reservem os julgamentos para si, o Venom Prison não tocará nas datas agendadas.

Além disso, nós optamos por doar 200 libras para a Rape Crisis England & Wales. Nós esperamos que vocês continuem a espalhar a conscientização a problemas de estupro e abuso sexual na música e em todo lugar. Nós precisamos continuar discursando, e, enquanto o Venom Prison é uma banda, vamos continuar a resistir a censura e nos pronunciar. Agradecemos pelo seu apoio”

Confira mais notícias sobre: