Leia o trecho revelado

O livro que conta a biografia do falecido baterista do Megadeth Nick Menza, escrito por J. Marshall Craig será lançado ainda este ano.

A obra, “Megalife: Nick Menza – The Book” relembra diversos momentos da carreira do músico, que disse que tocar no Rock In Rio foi o ponto mais alto da sua carreira e que ser demitido do Megadeth foi o ponto mais baixo.

Um trecho do livro, que reconta os dias da demissão, foi publicado hoje pelo site Blabbermouth. A tradução pode ser lida abaixo:

Nick Menza ainda estava grogue devido à anestesia, mas ficou feliz quando os médicos disseram que o crescimento em seu joelho era benigno e que ele poderia voltar a trabalhar em breve – como o grandioso baterista de uma das maiores bandas de Thrash Metal do mundo, Megadeth.

“Eu fiquei tão aliviado”, ele diz, “Achei que todas as preocupações tinham ido embora”

Então quando o líder da banda Dave Mustaine ligou dois dias depois, Nick esperava boas notícias sobre retornar à turnê no Ozzfest 98.

Ao invés disso, Mustaine disse “estamos deixando você”.

Nick pensou que fosse uma piada. “Aonde? Na Disney? Pare de zoar, Dave. Agora não é hora”.

Mustaine não estava brincando. “Eu não acho que você está me ouvindo bem”.

Uma década e meia depois, Nick senta em sua cadeira no estúdio Menzanation em Los Angeles e reflete: “Foi isso”, ele disse encolhendo os ombros. “Minha carreira com uma das maiores bandas de Heavy Metal em seu auge acabou. Caiu em mim como uma bomba e foi ruim. Muito ruim”

Apenas alguns cabelos brancos mostram a passagem do tempo: Nick está em forma como nunca – não apenas por tocar bateria mas por sua obsessão por ciclismo. “É, eu admito, eu cai em um buraco muito fundo e sombrio. Eu sobrevivi e retornei com objetivos e espiritualidade, e quero tocar mais do que nunca agora. Eu voltei a me apaixonar por música.”

“Fãs me perguntam o tempo inteiro se eu ainda gostaria de estar no Megadeth. Demorei muito tempo para conseguir responder essa pergunta, mas a resposta é…” [Fim do trecho revelado]

Confira mais notícias sobre: