Documentos do caso revelam acusação

Uma mulher de Spokane, Washington, acusou os quatro membros da banda polonesa Decapitated de estupro coletivo na noite do dia 31 de Agosto. A mulher já havia acusado a banda de tê-la sequestrado, mas documentos jurídicos do caso revelaram a acusação de estupro.

Segundo a vítima, ela e uma amiga estavam no show do Decapitated e após o término da apresentação foram conversar com os membros, que as convidaram para beber no ônibus do banda.

De acordo com documentos do caso, a mulher descreveu “estar animada de ir ao ônibus com a banda, e então um dos membros começou a agarrar seus peitos”. O documento descreve que a vítima “estava desconfortável quando os membros da banda começaram a conversar entre si em polonês. Ela descreveu que a energia no ônibus mudou e a banda começou a olhar para as duas como se fossem presas”.

As garotas decidiram sair do ônibus e a vítima alega ter ido ao banheiro antes, e que o vocalista Piotrowski a seguiu. Documentos descrevem que a mulher tentou resistir quando o músico começou a abrir o cinto e que ela disse querer sair do ônibus com a amiga, mas a banda lhe disse que sua amiga já tinha saído. A descrição então continua: “Ela tentou afastar Piotrowski mas ele agarrou seu braço e a virou para que ela ficasse de frente para a pia e o espelho do banheiro. Ela viu no espelho com o canto do olho que cada um dos membros da banda se revezou para estuprá-la”.

A vítima foi levada ao hospital depois do caso, que confirmou a presença de feridas graves em seu braço consistentes com ter sido segurada contra sua vontade, e feridas em seu punho. A vítima disse que as feridas no punho são de enfiar a mão na parede para se distrair do que estava acontecendo.

A banda foi interrogada pela polícia e confirmou que a mulher estava no ônibus, mas a alegação principal foi de que ela foi ao local por decisão própria. Todos disseram que não responderiam mais perguntas sem um tradutor presente. O vocalista e o baixista se recusaram a fornecer amostras de DNA.

Os membros estão presos em Los Angeles atualmente e seu advogado alega que há um outro lado da história, que será revelado.

Confira mais notícias sobre: