Veja a declaração

Em entrevista ao New York Post, o frontman do Metallica James Hetfield foi questionado sobre a performance no Grammy, quando no dueto com Lady Gaga seu microfone não funcionou. O jornalista pergunta se James achou que a falha técnica fez da performance ainda mais excitante. James respondeu:

“Eu me senti envergonhado. Eu não ficava bravo daquele jeito há muito tempo. Quando algo fora do meu controle dá errado, eu ainda fico muito nervoso. Isso deve ter alguma relação com algo do meu passado, mas eu me sinto desamparado. Eu concordo, acabou ficando legal porque eu cantei no microfone da Lady Gaga – Talvez até mais do que ela queria. Mas pareceu ainda mais uma colaboração por causa disso”

Na entrevista, James também falou sobre a moda entre celebridades de usar camisetas do Metallica:

“Me lembro daquele caso em que Justin Bieber usou uma camiseta do Metallica e isso virou viral. E eu pensei ‘e daí?’ Estamos na América, você pode usar o que você quiser. Se ele não sabe a história da banda ou algo assim tudo bem. Eu uso bastante coisa que eu não faço a menor ideia da história, eu só gosto do logo. As pessoas tentam me chocar às vezes falando ‘minha avó ama sua música e ela tem 120 anos!’ ou ‘dei o nome do meu bebê em sua homenagem’. E eu penso ‘Ok, legal’. Não fico surpreso que as pessoas gostem de Metallica. Todo mundo é bem-vindo aqui. Do berço ao túmulo, todos são bem-vindos”

Confira mais notícias sobre: