Vicky Cornell faz declaração

Vicky Cornell, a esposa de Chris Cornell, divulgou uma declaração esta manhã falando sobre a morte de seu marido, o vocalista do Soundgarden, aos 52 anos. Vicky questiona a possibilidade de Cornell ter se suicidado conscientemente, e considera que o vocalista pode ter abusado do medicamento de ansiedade que tomava, que pode causar impulsos suicidas.

Leia trechos da declaração:

“A morte de Chris me deixa sem palavras e criou um vazio em meu coração que nunca será preenchido. Como todos que o conhecem sabem, Chris era um pai e um marido devoto. Ele era meu melhor amigo.

Seu mundo girava em torno de sua família em primeiro lugar e claro, em torno da música em segundo. Ele voltou da turnê para casa no dia das mães para passar tempo com sua família. Ele retornou no meio da quarta-feira, o dia do show, após passar o dia com as crianças. Quando nos falamos antes do show, nós discutimos planos para tirar férias e outras coisas que queríamos fazer.

Quando nos falamos depois do show, eu percebi que sua fala estava arrastada. Ele estava diferente. Quando ele me disse que havia tomado um Ativan ou dois a mais, eu entrei em contato com seguranças e pedi para que checassem ele. O que aconteceu é inexplicável e eu tenho esperanças de que novos relatórios médicos tragam maiores detalhes. Eu sei que ele amava nossos filhos e que ele nunca os machucaria intencionalmente acabando com sua vida”

A demonstração de amor e apoio de seus fãs, amigos e família significa muito mais para nós do que vocês poderiam imaginar. Obrigada por isso, e por entenderem quão difícil isso é para nós”

O remédio regulador de ansiedade Ativan tem como possíveis efeitos colaterais paranóia, pensamentos suicidas, fala arrastada e julgamento prejudicado.

Confira mais notícias sobre: