Todo Metaleiro deveria criar um certo respeito mínimo por outros que também apreciam o Metal”

Por Tiago Alvarenga

Todos nós sabemos que ser um Metaleiro é um estilo de vida para muitos. Fãs de qualquer estilo de Metal raramente tratam aquelas bandas que ouvem e amam como uma fase. Mas um grande problema que todos que vivem no meio notam é o fato dos próprios Metaleiros se odiarem. É comum ver alguém do meio querendo humilhar ou denegrir uma banda ou estilo que outro Metaleiro gosta, muitas vezes sem motivo nenhum. Isso é algo muito comum de se ver principalmente aqui no Brasil, digo isso porque já tive a oportunidade morar fora e a realidade era bem diferente.

Creio que muitos já passaram alguma vez pelo clássico de citar uma banda que gosta e alguém que se acha o PhD do Metal vir falar mal, agindo como a bíblia suprema do Metal, que se não está nas bandas do gosto dele, aquela banda é um lixo completo e não deveria ser considerado Metal. Isso rola, algumas vezes, até mesmo numa roda de amigos. Sem contar que parece que foi criada uma lista negra de bandas que você não pode ser Metaleiro e gostar, grandes exemplos são Ghost, Avenged Sevenfold e Slipknot. Estilos então é pior ainda, se seu estilo de Metal preferido não for Thrash ou Death, você não é Metaleiro de verdade. Ai de você se gostar de um estilo mais atual como Djent ou Metalcore, você será apenas um Poser na visão dos experts.

Respeite pessoas que começaram a ouvir Metal há pouco”

Quer saber qual o problema que isso acarreta? Simples: algumas pessoas cansam do meio, cansam de pessoas querendo criticar suas bandas de graça. Jovens que acabaram de conhecer o Metal acabam se tornando extremistas também, ou pior; são rebaixados a “não verdadeiros fãs do estilo” apenas porque gostam de algo diferente, algo novo que está em alta atualmente no Metal.

Alguns devem saber que já saiu uma pesquisa, feita pelo Spotify, mostrando que Metaleiros são os fãs mais dedicados. Mas do que adianta sermos os mais dedicados se não conseguimos nos manter unidos? Enquanto isso vemos que outros estilos no Brasil fazem justamente o contrário, eles se unem, fazem grandes eventos sempre e são os preferidos de produtores, porque não sabem que não vão ter que lidar com extremistas que viram a cara para o novo.

Por fim, creio que todo Metaleiro deveria criar um certo respeito mínimo por outros que também apreciam o Metal. Enquanto tivermos aqueles que agem como crianças com “O meu é melhor que o seu”, não vamos a lugar nenhum. Respeite pessoas que começaram a ouvir Metal há pouco. Quer discutir? Discuta, mas de maneira saudável, se não curte a mesma banda que alguém, só diga que não curta, não há necessidade nenhuma de ridicularizar alguém ou alguma banda só porque você não gosta. Porque algumas vezes quem ridiculariza nem conhece direito a banda que está falando mal.

Para finalizar, um quote do mestre Dimebag Darrell que serve pra todos:

"Heavy Metal é o que eu gosto. Aquilo que mexe com você. Que tem coração e alma"

*Este texto foi elaborado por um Wikimate e não necessariamente representa as opiniões dos autores do site.

Confira mais notícias sobre: