Richard Kruspe, guitarrista do Rammstein, falou sobre o próximo disco e os shows com fogo e pirotecnia

Enquanto o Rammstein continua trabalhando no próximo disco, o guitarrista Richard Kruspe continua preocupado com a qualidade musical. Ele considera que as pessoas dão mais atenção para os shows explosivos, cheios de fogo, do que para a música propriamente.

Em recente entrevista para a Metal Wani, Kruspe falou sobre a gênesis do disco em progresso.

“Bem, quando eu pensei em fazer um novo disco do Rammstein, eu fiquei, ‘não, não farei isso’. Não continuarei com esse sofrimento”, disse. “Isso foi há quatro anos. Mas o que fizemos no começo foi dizer, ‘vamos nos reunir e fazer três ou quatro músicas’. Não colocamos nenhuma pressão nisso. O que foi muito importante.”

Quando a banda começou a se reunir e produzir, Kruspe pensou: “Uou, na verdade ficou muito bom. As coisas mudaram’. De repente, surgiu um certo tipo de respeito que eu sentia falta um pouco. Foi como quando começamos. Aí eu quis fazer um novo disco. Mas tinha que ser um musicalmente superior a todos os outros. Esse era o nosso objetivo.”

Ele continuous: “É tão difícil dizer, porque estou trabalhando há quatros anos nesse processo. Estou tão perto. Quando eu ouço o álbum, é como ‘Rammstein 3D’. Devemos mixar umas 11 músicas. Em abril lançamos e depois faremos uma turnê em estádios. É muito animador.”

LEIA TAMBÉM: Rammstein deve lançar cinco clipes para o novo álbum

Confira mais notícias sobre: