“Na era do movimento #MeToo é algo horrível que uma coisa assim ainda pareça existir”

Rami Malek, ator que interpretou Freddie Mercury no filme Bohemian Rhapsody, se pronunciou sobre as denúncias contra o diretor Bryan Singer.

Na última sexta, 01, Malek foi questionado pelo jornalista Scott Feinberg do The Hollywood Reporter sobre a situação durante o Santa Barbara International Film Festival.

Meus sentimentos estão com qualquer pessoa que tenha que viver com qualquer coisa que eu ouvi a respeito e que foi publicado. É horrível que isso aconteça, eu posso entender muito o que essas pessoas passaram e como isso deve ser difícil para elas. Na era do movimento #MeToo é algo horrível que uma coisa assim ainda pareça existir.”

O ator também foi questionado sobre seu relacionamento com Singer, mas ele não quis entrar em detalhes: “A minha situação com Bryan não foi agradável, nem um pouco. E é só isso que eu posso dizer no momento.”

Bryan Singer foi acusado por quatro homens de abuso sexual quando eram menos de idade e o diretor negou as acusações. Singer foi demitido no final da produção devido às acusações e por conflitos com o elenco. Ele ainda é creditado como o diretor oficial do filme Bohemian Rhapsody.

LEIA TAMBÉM: Brian May pede desculpas por defender diretor Bryan Singer de alegações de abuso sexual

Categorias: Notícias