Paradise Lost está divulgando o álbum Medusa, lançado em 2017

Há trinta anos unindo metal e gótico numa carreira com discografia impecável de quinze álbuns – ao qual foram apresentados músicas de dez, o Paradise Lost voltou ao país na divulgação do disco Medusa, lançado pela Nuclear Blast há exatamente um ano atrás.

Shows de doom metal sempre trazem uma energia diferente. É pesado, arrastado e provoca um mix de emoções. Com um setlist muito parecido ao apresentado no Rio de Janeiro no dia anterior, com exceção da música “Enchanment”, que substituiu “Forever Failure”, a banda trouxe exatamente o que se espera de um show do Paradise Lost: Peso e melancolia.

Os ingleses empolgam com músicas mais dançantes como “Erased” do Symbol Of Life e “Say Just Words” do One Second. Há aquelas que são impossíveis de não se cantarolar como “As I Die” – uma das mais ovacionadas na noite, as arrastadas “Beneath Broken Earth” e “Medusa”, a clássica “Gothic”, a melancólica e belíssima “Faith Divide Us – Death Unites Us”, e a pesada “Requiem”.

Consegue visualizar o quão versátil o Paradise Lost se tornou? Cada música traz uma proposta distinta, porém todas se encaixam de forma perfeita. Todas empolgam, mesmo que de forma diferente, e trazem a essência da banda. Muito disso se deve a formação sólida. Mesmo com 30 anos de carreira, o Paradise Lost conta com quatro membros da formação original, o vocalista Nick Holmes, os guitarristas Greg Mackintosh e Aaron Aedy e o baixista Steve Edmondson. O baterista finlandês Waltteri Väyrynen foi recrutado em 2016, após a saída de Adrian Erlandsson.

O setlist variou pouco em relação as duas últimas vezes que a banda passou por São Paulo, em 2015 no Overload Music Fest, onde incluíram “Tragic Idol”, “Hallowed Land” e “Isolated” e no ano seguinte no Epic Metal Fest, onde tocaram “Pity The Sadness” e “Dead Emotion”.

A importância do Paradise Lost na música pesada é incontestável, e depois de assistir um show deles você só tem ainda mais certeza o porquê eles são tão respeitados e aplaudidos: São uma lenda viva da música obscura.

Setlist:
“From The Gallows”
“Gothic”
“One Second”
“Erased”
“Enchantment”
“Requiem”
“Medusa”
“An Eternity Of Lies”
“Faith Divide Us – Death Unites Us”
“Blood And Chaos”
“As I Die”
“Beneath Broken Earth”
“Embers Fire”
“No Hope In Sight”
“The Longest Winter”
“Say Just Words”

Fotos por: Yuri Murakami

Paradise Lost Brasil 2018

Paradise Lost Brasil 2018

Paradise Lost Brasil 2018

Confira mais notícias sobre: