Morte de Paulo Pagni ocorreu por insuficiência respiratória e broncopneumonia

Paulo Pagni, o baterista do RPM que teve uma banda de heavy metal nos anos 90 chamada Neanderthal, morreu neste sábado (22) aos 61 anos.

O músico estava internado em estado grave na UTI do Hospital São Camilo na cidade de Salto desde o dia 14 de maio.

P.A. chegou ao hospital com infecção pulmonar e dificuldade respiratória. Ele estava recebendo ventilação por traqueostomia. O músico havia sido diagnosticado com fibrose pulmonar.

O velório será em Araçariguama aonde P.A. morava. O enterro de Pagni está previsto para meio-dia deste domingo (23), no cemitério municipal da cidade.

O comunicado foi feito através da rede social do RPM:

“Nosso querido amigo P.A. resolveu definitivamente descansar de sua brava luta pela vida. Partiu hoje em decorrência do agravamento das suas condições respiratórias devido a forte pneumonia que o atingiu. Fomos pegos de surpresa e tomados pela tristeza quando soubemos de sua partida à pouco”.

Após a suspensão das atividades do RPM no final dos anos 80, o baterista P.A. montou o Neanderthal aonde era vocalista e que em 1993 gravou a coletânea da 89 FM “A Vez do Brasil”.

LEIA TAMBÉM: Facebook recua e retira censura a Led Zeppelin

Categorias: Notícias