“Eu acho decepcionante que dois velhos cavalheiros ainda sejam cabeças duras”, disse Nick Mason sobre Roger Waters e David Gilmour

O baterista Nick Mason conversou com a Rolling Stone sobre o Pink Floyd. Prestes a embarcar na primeira turnê pelos Estados Unidos com o projeto Nick Mason’s Saucerful of Secrets, Mason conta que teve a benção de David Gilmour e Roger Waters. O novo projeto de Mason se baseará na era Pink Floyd pré-1973.

“É uma situação muito estranha”, disse. “Mas eu acho que o problema é que Roger não respeita David. Ele acha que a escrita é tudo. E que tocar guitarra não é tão importante”. Ele também acha que a decisão de Gilmour em continuar com o Pink Floyd depois da saída de Waters em 1985 tenha sido um estopim. “Acho que chateia o Roger, porque ele pensou que sem ele a banda ia acabar. Não me sinto muito confortável em falar sobre isso, porque a briga é entre eles e não comigo. Na verdade, eu me dou bem com ambos ainda. EU acho decepcionante que que dois velhos cavalheiros ainda sejam cabeças duras.”

As diferenças entre a dupla foram esquecidas em mais de uma ocasião. Eles se juntaram em 2005 para uma reunião na Live 8. Em 2010, Gilmour tocou “Comfortably Numb” com Waters na 02 Arena.

Como muitos fãs, Mason acha essa batalha frustrante. “Eu acho que vai e vem”, disse. “Eu acho que pode se exacerbar por algumas opiniões diferentes sobre um relançamento e como deveria ser abordado”. Mas isso não quer dizer que ele tenha desistido. “Eu vivo com esperança. Quer dizer, não acho que iremos fazer mais turnês como Pink Floyd. Mas parece bobo que neste estágio da nossa vida continuem brigando”.

LEIA TAMBÉM: Roger Waters coloca “ele não” no telão as 21:59 para não infringir lei eleitoral

Confira mais notícias sobre: