Baterista fala de seu papel na banda

Em entrevista a revista Noisefull, o baterista Mike Portnoy foi questionado sobre o seu papel no Dream Theater, e falou sobre como ele era muito mais do que apenas um baterista:

“Me incomoda quando as pessoas me comparam com o atual baterista [do Dream Theater]. Você não pode fazer esta comparação porque no momento ele só está tocando a bateria para a banda, enquanto eu era compositor, co-escritor das músicas e escritor de letras, melodias, supervisor de fã-clubes, sites, produzindo os álbuns e dirigindo os vídeos. Então sim, acho que ser reduzido a apenas baterista por aqueles 25 anos é meio que um insulto”

A revista pergunta então se o baterista sente falta do papel de líder:

“Bom, a única coisa que eu sinto falta, para ser honesto, é ser capitão do navio. Porque desde que eu deixei o Dream Theater, tudo que eu fiz depois do Dream Theater, eu nunca fui o líder claro. Tudo que eu fiz com o Flying Colors, The Winery Dogs, são mais papeis colaborativos, e para ser honesto eu sinto falta do controle que eu tinha no Dream Theater. Eu fazia 90% das decisões e direções do Dream Theater sozinho e não discutia realmente tudo, e aqueles caras meio que confiavam em mim para isso. Então eu sinto falta disso.”

Categorias: Notícias