Metallica processou o Napster por violação de direitos autorais

Em 2000, o Metallica processou o Napster, na época um software de compartilhamento de arquivos – principalmente músicas, por violação de direitos autorais. Eles exigiam que a empresa retirasse todo o catálogo da banda, além de solicitar que os usuários que haviam baixado músicas de autoria deles, cerca de 330 mil membros, fossem banidos da plataforma.

Em entrevista ao programa sueco Nyhetsmorgon, o guitarrista Kirk Hammett, falou sobre o assunto: “O negócio todo do Napster – não nos favoreceu em nada”, disse ele. “Mas quer saber? Ainda estamos certos sobre isso – ainda estamos certos sobre o Napster, não importa quem está lá fora dizendo ‘Metallica estava errado’. Tudo o que você precisa fazer é olhar para o estado da indústria musical, e isso explica toda a situação”.

 

Confira mais notícias sobre: