Quando um grande músico nos deixa, o que nos resta é preservar sua memória ouvindo e re-ouvindo os registros maravilhosos que ele nos deixou.

Este é o caso deste Top 11, em que lembramos onze momentos incríveis de pura inspiração do grande Nick Menza.

Esta semana completam quatro anos que Menza nos deixou num triste 21 de maio de 2016, após um ataque cardíaco enquanto se apresentava com a banda OHM, em Los Angeles. Porém seu legado, em especial os quatro álbuns que gravou com o Megadeth, vivem para sempre!

Seguem aqui 11 hinos que adoramos ouvir, hoje e sempre. Obrigado, Nick Menza!

11. “Family Tree” do Youthanasia (1994) – Uma música em que a criatividade de Nick Menza é facilmente percebida. Começa com um clima no chimbal e que vai crescendo até um refrão que faz um alerta contra abusos dentro da família. A música criada por Dave Mustaine e David Ellefson foi co-escrita por Nick Menza.

10. “FFF” do Cryptic Writings (1997) – Rápida, curta e direta, lembra os velhos tempos de como deveria ser um jovem Mustaine começando a carreira em um desconhecido Metallica em 82. De quebra, Nick Menza é co-autor desta pedrada!

09. “Architect Of Aggression” do Countdown To Extinction (1992) – A música traz uma série de mudanças de ritmo e pegadas distintas, mostrando também um Menza no auge de sua forma.

08. “Tornado Of Souls” do Rust In Peace (1990) – Mais um clássico que completa 30 anos em 2020 e que envelheceu muito bem. A música que tem aquelas paradas secas no começo e no meio com a virada que leva para um furacão avassalador, bem maior que um tornado.

07. “She-Wolf” do Criptic Writings (1997) – Melodiosa com um refrão contagiante, Nick Menza vai alternando levadas que culminam com um final apoteótico com riffs com terças no melhor estilo Iron Maiden, que arrepiam! Vale a pena relembrar!

06. “Rust In Peace… Polaris” do Rust In Peace (1990) – Que começo arrasador! Poderia muito bem ser um solo, cheio de viradas, contra-tempos, repiques na caixa e levadas em tempos distintos. Isso aqui é Menza no topo.

05. “Trust” do Cryptic Writings (1997) – Um dos momentos icônicos no show do Megadeth é quando bumbo, surdo e tom-tons começam a se alternar anunciando o início de “Trust”!

04. “Hangar 18” do Rust In Peace (1990) – Uma das músicas mais tocadas pelo Megadeth até hoje! Um hino, um clássico! Teorias sobre OVNIs e o próprio filme homônimo de 1980 inspiraram Nick Menza a escrever a letra, embora não creditada a ele.

03. “Train of Consequences” do Youthanasia (1994) – Uma levada que faz você sentir que está dentro de um trem que avança sem parar, com viradas e conduções que dão um colorido especial a um dos maiores clássicos do Megadeth.

02. “Sweating Bullets” do Countdown To Extinction (1992) – Uma das músicas mais diferentes da discografia do Megadeth exigiria de Nick Menza muita criatividade com inúmeras passagens, mudanças de tempo, paradas e muita precisão.

01. “Holy Wars… The Punishment Due” do Rust In Peace (1990) – A música que abre o primeiro disco de Nick Menza no Megadeth. Foram 9 anos deste inesquecível baterista em uma mega banda! Valeu por 900 anos!

Obrigado, de novo, Nick Menza!

LEIA TAMBÉM: Emocionante vídeo em homenagem a Nick Menza do Megadeth

Categorias: Listas Notícias